Tolerar a tolerância é virtuoso

Jovens médicos costumam ficar hesitantes – e curiosos-  quando lhes digo que a tolerância é virtude patrimoniada no número de CRM a ser praticada como fundamento do binômio autonomia-consentimento na beira do leito. É compreensível. Há uma tensão inevitável entre um ...

Leia Mais

Autonomia genuína e solilóquio

Uma forma de considerar a Autonomia do paciente é admitir que o conhecimento da proposição que lhe faz o médico será por ele relacionado a sua essência de ser humano, cidadão, mortal e uma real absorção do tecnicamente esclarecido determinará ...

Leia Mais

Desejos contraditórios

É habitual o jovem médico surpreender-se com a contraposição do paciente a sua orientação bem sustentada cientificamente e voltada para o melhor prognóstico: “… Mas afinal, ele não me procurou para aplicar a Medicina que dispomos?… Então porque ele se ...

Leia Mais

Conhecer-ser-fazer

A beira do leito representa um ecossistema cujo equilíbrio depende da interação entre fundamentos da ética como prudência e zelo, princípios da Bioética como beneficência, não maleficência e autonomia e visão e atitude transdisciplinares pela integração entre rigor tecnocientífico, abertura ...

Leia Mais

Bioética e realinhamento

Realinhamento é termo de suma importância na beira do leito atual. Refere-se à sintonia com as circunstâncias e à determinação para cumprir ajustes. Realinhar meios científicos com resultados humanos, realinhar prudência com beneficência, realinhar o lado doente da pessoa com o ...

Leia Mais